Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Michigan’

Camaro #30 larga em 21º e escala o pelotão com autoridade para terminar em nono na corrida número 70 de Nelsinho na Nascar 

Homenagem a Jason Leffler (Foto: CIA Stock)

Homenagem a Jason Leffler (Foto: CIA Stock)

Nelsinho Piquet conquistou em Michigan seu primeiro top-10 da temporada 2013 da Nascar Nationwide Series. Após largar da 21ª posição no grid, o Camaro #30 galgou o pelotão na prova de 125 voltas e recebeu a bandeirada em nono lugar.

“O ritmo melhorou nesta etapa, especialmente na corrida trabalhando no tráfego. Michigan é uma pista bem veloz, onde a aerodinâmica faz muita diferença. Claro que ainda temos muito a aprimorar em termos de ajustes. Hoje fizemos algumas opções equivocadas nas paradas de box, o que me deixou um pouco desconfortável durante certos momentos da prova. Se não fosse por isso daria para brigar até pelo top-5”, declarou o piloto.

A 13ª etapa do calendário da Nationwide Series marcou a corrida de número 70 do piloto brasileiro na Nascar, coincidentemente no mesmo autódromo onde ele conquistou sua primeira vitória na Truck Series, em 2012.

“A equipe ficou feliz com o resultado, especialmente os donos. Espero que isso traga confiança para o time do #30. Acho que não existe aquela história de ‘hora boa’ para ter um desempenho expressivo. Mas sem dúvida chegar na semana que vem para defender minha vitória em Road America vindo de um top-10 será uma motivação adicional para todos”, comentou Nelsinho.

A prova começou truncada, com duas bandeiras amarelas nas oito voltas iniciais provocadas por acidentes na curva 4. O Camaro #30 não teve problemas para evitar as batidas e logo entrou no grupo dos 15 primeiros, onde permaneceria praticamente ao longo do restante da prova.

Depois da relargada na volta 12, a corrida teve um longo período sob bandeira verde. Foi nessa condição que o crew chief Chris Carrier chamou o brasileiro para seu primeiro pit-stop da tarde, quando foram trocados apenas dois pneus.

Nelsinho deixou o box em 19º e, cravando voltas no ritmo dos líderes, era 13º quando foi acionada a terceira amarela da prova, na volta 65. Após um pit-stop completo, ele realinhou na mesma posição para a relargada.

Seu próximo stint exibiu o melhor desempenho do Camaro #30 no ano, avançando até sétimo lugar na volta 85.

A quinta e última bandeira amarela da tarde veio no giro 99, quando o brasileiro passou novamente pelos pits para quatro pneus novos e combustível. Após cair de 11º para 14º na relargada, Nelsinho encontrou o posicionamento ideal e já era o nono na volta 121, posição que conservou até o fim.

Com o resultado, ele somou mais 35 pontos no campeonato. Agora tem 336 no total, sustentando o 13º posto na tabela de classificação.

A 14ª etapa da Nascar Natiowide Series marca a primeira prova do ano em circuito misto. O palco é o circuito de Road America, em Elkhart Lake. Foi lá que Piquet Jr obteve a primeira e única vitória do Brasil nesta divisão da Nascar, em 2012. Na ocasião, também pilotando o carro #30 da Turner Scott Motorsports, o brasileiro estabeleceu o recorde da pista, largou da pole e liderou o maior número de voltas.

Resultado da prova de Michigan (top-10): 
1. Regan Smith
2. Kyle Larson
3. Paul Menard
4. Kyle Busch
5. Trevor Bayne
6. Brad Sweet
7. Chris Buescher
8. Elliot Sadler
9. Nelson Piquet Jr

10. Brian Scott

Classificação na temporada, após 13 de 33 etapas (top-15): 
1. Regan Smith 495 pontos
2. Sam Hornish Jr. 438
3. Justin Allgaier 436
4. Austin Dillon 428
5. Elliott Sadler 424
6. Brian Scott 415
7. Trevor Bayne 408
8. Parker Kligerman 405
9. Kyle Larson 403
10. Brian Vickers 395
11. Alex Bowman 362
12. Mike Bliss 354
13. Nelson Piquet Jr. 336
14. Reed Sorenson 304
15.Travis Pastrana 293

Read Full Post »

Categoria: Nascar Nationwide Series

Pista: Michigan

Equipe: Turner Scott Motorsports

Carro: 30

Patrocínio principal: Worx

Chassis: TSM-400 (zero, nunca foi usado)

at Dover International Speedway in Dover, Delaware on May 31, 2013.


Palco da primeira vitória de Nelsinho Piquet na Truck Series, Michigan é um circuito considerado superspeedway, com 2 milhas de extensão porém o estilo de corrida não é como Daytona e Talladega, não há os famosos trenzinhos ou duplas.

Essa corrida é especial para Piquet pois além de voltar ao palco de sua primeira vitória em oval por uma categoria nacional da Nascar, esta será também a corrida de número 70 dele na Nascar. Foram 53 largadas na Truck Series, com quatro poles, duas vitórias, 15 top-5 e 28 top-10. Na categoria acima, a Nationwide Series, que Piquet corre esse ano foram 16 largadas, com uma pole, uma vitória e dois top-10.

“Estou animado para voltar à pista esse fim de semana em Michigan. É um oval bem divertido e rápido, tem várias faixas onde você pode correr. Ter ganho a Truck lá ano passado me deixa animado para um bom resultado.” – destacou Piquet no release enviado pela equipe Turner Scott Motorsports

Programação Michigan

Atividade Horário de Brasília Transmissão

Sexta-feira, 14 de Junho

Treino livre 14:10 até 16:25 Não tem

Sábado, 15 de Junho

Treino Classificatório 11:35 ESPN 2 (EUA)
Corrida 15:15 Fox Sports (BRA) / ABC (EUA)

Schedule Michigan

 

Activity EST (USA) UK time UTC Broadcast

Friday, June 14th

Final Practice 1:10pm to 3:25pm 6:10am to 8:25am 5:10pm to 7:25pm No have

Saturday, June 15th

Qualifying 10:35am 3:35pm 2:35pm ESPN 2
Race 2:15pm 7:15pm 6:15pm ABC (USA) / MotorsTV (UK)

Read Full Post »

Fotos: Michigan

Nossa, com uma corrida atrás da outra acabei atrasando os posts com fotos! Pra seguir a ordem, já tem 2 semanas mas vamos para as fotos da primeira vitória do Nelsinho na Truck Series, em Michigan!

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Foto: Divulgação
Copyright: Detroit News

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Foto: Divulgação
Copyright: Getty Images

Read Full Post »

Passei o dia pensando no que escrever aqui. Faltam palavras. Foi uma corrida sensacional, que vale a pena ser vista e repetida muitas vezes! Nós que o apoiamos desde o pior momento de sua carreira e acompanhamos as duras críticas dos sensacionalistas ficamos orgulhosos e querendo ver, cadê os jornalistas que tacaram pedras na F1? Cadê eles? A maioria ta aí, se vangloriando do feito do brasileiro.Patriota como poucos, sempre erguendo a bandeira nacional a cada triunfo, como se fosse uma vitória de todos. Quando isso é uma vitória dele. Ele acreditou que podia. Comemore, Nelsinho. Comemore, com quem você gosta e com quem acreditou em você.

Copyright: Getty Images North America

A corrida

Piquet largou na outside pole, ou seja 2º lugar. Largou perfeitamente, mesmo estando na linha suja da pista conseguiu dar o bote, empurrado por Kurt Busch e assumiu a primeira posição. Liderou as primeiras voltas, até ser superado por Busch, na primeira relargada da tarde. Se manteve disputando as 3 primeiras posições até a volta 56, quando em uma relargada, brigando pela primeira posição, ele perdeu um pouco o controle do carro e acabou rodando, após tocar em Busch.

A corrida entrou então em um momento dramático como diria Galvão Bueno (hahaha). A Nascar deu bandeira amarela e foi a sorte do brasileiro começando a virar a seu favor. Ele foi aos boxes pra trocar os 4 pneus e encheu o tanque de combustível. Parecia insano ir até o final, um tanque estava durando em torno de 40 voltas no máximo. Nelsinho precisaria dar 43. 

Piquet relargou na 20ª posição e começou então sua escalada. Faltando cerca de 20 voltas pro final Piquet já estava em 10º quando os líderes começaram a parar em bandeira verde. Piquet foi ganhando posições, até chegar na liderança. Ele tinha 17 segundos de vantagem pro 2º colocado e com isso começou a economizar, diminuindo a velocidade e andando no vácuo. Enquanto os pilotos que tinham feito as paradas nas janelas normais andavam a 188 mph Piquet passava a 179 mph. Nas 10 últimas voltas a equipe chegou a informar no twitter que ele deveria fazer uma parada rápida para combustível (splash and go). Mas o chefe de mecânicos Chris Carrier resolveu apostar na sorte. Pediu que Piquet continuasse economizando. E assim foi até o final. No fim de semana em que homenageava o aniversário de 60 anos do pai com a inscrição “Piket” (Nelsão, no inicio de sua carreira usava o nome escrito assim para que seu pai não descobrisse) no capacete e no carro, a tão sonhada e desejada vitória na Truck Series veio!

“Tive um contato com o Kurt Busch brigando pela liderança. Acabei rodando e isso mudou a estratégia toda. A equipe fez uma decisão ótima de pedir para economizar combustível e isso acabou dando a vitória no final. Fiquei como passageiro. É uma daquelas coisas que você não tem o que fazer. Felizmente todos fizeram um bom trabalho em desviar e saí ileso porque a área de escape na reta oposta aqui é enorme. Troquei os pneus e deu para voltar com tudo.No fim estava com meio pé no acelerador e me falavam para aliviar mais ainda! Arriscamos e deu certo! Saímos decepcionados depois de Rockingham e Pocono, que deveríamos ter ganhado. Hoje teve uma adversidade grande com a rodada e ganhamos… Corridas são assim”. – disse Nelsinho após a vitória.

“Mudamos de ideia umas três vezes na mesma volta e acabamos decidindo deixar na pista. Mas essa é a beleza de tudo isso… Sabíamos de outras corridas que o Nelson sempre foi muito bom em economizar combustível e pneus. É natural para ele, entra no vácuo e controla o pé no acelerador muito bem.” – concluiu Chris Carrier, chefe de equipe do Nelsinho

Com essa vitória, Piquet ganhou uma posição no campeonato, está agora na 8ª posição, a 57 pontos do líder. A próxima corrida já é nessa quarta, 22 de agosto, em Bristol, palco da primeira vitória do Nelsinho em solo americano (pela K&N, dia 17 de Março)

Fotos:

Foto: Divulgação / Romullo Tadeu

Copyright: Getty Images North America

Copyright: Getty Images North America

Copyright: Getty Images North America

Copyright: Getty Images North America

Copyright: Getty Images North America

Copyright: Getty Images North America

Read Full Post »

Em 11 tomadas de tempo na temporada, brasileiro faz um dos dois melhores tempos pela sexta vez

Foto: divulgação / Rômullo Tadeu

Por Luis Ferrari, assessor de imprensa do Nelsinho Piquet

Brooklyn, 18 de agosto de 2012 – Pela sexta vez em 11 tomadas de tempo em 2012 (nota: esta é a 12ª corrida mas no Texas não houve tomada de tempo), a picape #30 se classifica entre os dois melhores da Nascar Truck Series. Em treino realizado há pouco no Michigan International Speedway, PIKET cravou a “outside pole”, com o tempo de 39s128 (média de 184.011 milhas por hora).

“Foi por pouco que não conseguimos a pole”, afirmou o piloto, que neste final de semana homenageia os 60 anos do pai usando uma réplica do capacete com que o tricampeão corria no início da carreira. Nelsinho ficou 0s019 atrás da picape #22 na qualificação.

Neste ano, o brasileiro é o piloto da categoria das picapes que ostenta melhor performance nos treinos classificatórios, com duas poles e quatro “outside poles”, como é conhecido o segundo lugar no grid na Nascar.

“Claro que seria bom largar em primeiro, principalmente porque a linha do melhor desempenho aqui é muito estreita, com só um ‘groove’. Ele deve escolher largar por fora, onde tem muito mais grip. Será importante algum concorrente tentar pegar meu vácuo, o que empurra meu truck pra frente.”

Piquet Jr acrescentou ainda que na largada será importante buscar o melhor posicionamento na pista rapidamente. “Vai ser fundamental entrar na fila certa, para não perder posições na pista. Ultrapassar aqui em ritmo normal de corrida não vai ser fácil.”

A largada para as 200 milhas de Michigan, prova de 100 voltas que marca o começo da segunda metade da temporada da Nascar Truck Series, está marcada para 13h.

O canal Fox Sports tem os direitos de transmissão da Nascar para o Brasil e anuncia a prova em VT a partir das 18h10.

Read Full Post »

Piquet Jr. homenageia seu pai Nelson Piquet, aniversariante do dia, que no começo da carreira modificava o sobrenome trocando as letras “QU” por “K” para correr escondido de seu pai que não aprovava.

Programação de treinos e corrida (horário de Brasília)

Sexta-feira, 17 de Agosto

  • Treino livre 1 => 10:00
  • Treino livre 2 => 12:00
  • Treino livre 3 => 15:00

Sábado, 18 de Agosto

  • Treino de classificação => 10:30
  • Corrida => 13:00

Transmissão: O terceiro treino livre e o classificatório terão transmissão pelo speed norte americano. Tentarei achar links pra assistir e divulgarei pelo twitter e facebook. A corrida mais uma vez não está anunciada como ao vivo pelo canal Fox Sports. Ficaremos na esperança deles mudarem a programação novamente ou então ficaremos reféns de links americanos… Não deixem de acompanhar nosso facebook e nosso twitter na hora da corrida, qualquer novidade estaremos acompanhando e anunciando.

ENGLISH

Schedule

Friday, August 17

  • Practice 1 => 9:00am ET | 1:00pm GMT | 2:00pm UK
  • Practice 2 => 11:00am ET | 3:00pm GMT | 4:00pm UK
  • Practice 3 => 2:00pm ET | 6:00pm GMT | 7:00pm UK

Saturday, August 18

  • Qualifying => 9:30am ET | 1:30pm GMT | 2:30pm UK
  • Race => noon ET | 4:00pm GMT | 5:00pm UK

Broadcast: Speed Channel North America will broadcast the practice 3, the qualifying and the race. We will try to find you a couple links to watch it. Stay tuned on our twitter profile and facebook page!

Nelson Piquet Jr. will honor his dad Nelson Piquet 60th birthday using a helmet as his dad used in his early career, when he modified his surname, changed the letters “QU” by “K” (that have the same sound) because his family disapproved races!

Read Full Post »

O fim de semana em Michigan começou animador, com Nelsinho andando bem nos treinos livre e se classificando em 8º. Nas primeiras voltas da corrida, Nelsinho Piquet arriscou na largada e foi ganhando posições, em 5 voltas já estava em 5º. Segundo informações da equipe, o carro estava ótimo, apenas um pouco traseiro na curva 3. Na volta 7, a primeira bandeira amarela da prova, por detritos deixados por Max Papis e Cole Whitt que haviam se tocado na primeira volta. Todos permaneceram na pista durante essa amarela. Na relargada, Nelsinho assume a 3ª posição e chega a estar brigando pela 2ª posição. Estava em 3º quando Brendan Gaughan roda na pista provocando a 2ª bandeira amarela.

Alguns pilotos arriscam de fazer a parada nessa amarela, mas a equipe de Nelsinho Piquet opta por mantê-lo na pista. Na relargada, Piquet perde algumas posições, tentando evitar contatos e também por estar com os pneus mais velhos. Esteve entre os 10 primeiros na grande seqüência de mais de 30 voltas em bandeira verde. Na volta 39, não tendo mais como esperar uma bandeira amarela, Nelsinho faz sua parada em bandeira verde. Voltou pra pista em 22º, uma volta atrás do líder. Chegando na metade da prova (50 voltas), após ciclarem os pits em bandeira verde, Nelsinho se estabiliza na 10ª posição. Foi ganhando posições e já estava na 4ª posição quando na volta 74 fez sua ultima parada, também em bandeira verde. A grande sorte foi não ter perdido volta dessa vez, pois logo que o brasileiro saiu dos boxes, uma bandeira amarela por detritos na pista foi agitada. Neste momento todos foram pros boxes, Piquet permaneceu na pista e reassumiu o 4º lugar.

Na relargada, Piquet ficou meio preso, mas este sempre entre os 8 primeiros. Estava em 8º quando Joey Coulter bateu forte no muro, provocando uma bandeira amarela. Na relargada, Piquet já estava brigando pela 6ª posição quando os líderes Matt Crafton, Austin Dillon, Parker Kligerman e Mark Martin se tocaram. Por sorte o spotter do Nelsinho estava bem ligado e desviou o brasileiro do acidente. No meio da fumaça, Piquet emergiu na 3ª posição. Na relargada, Piquet manteve a 3ª posição mas Joey Coulter rodou no pelotão de trás, provocando mais uma bandeira amarela.

A prova foi pra prorrogação. Na relargada no sistema G-W-C, Piquet ficou um pouco preso atrás de Miguel Paludo e ambos pareciam estar perdendo posições. Na ultima volta, ambos por baixo se estabilizavam lado a lado em 2º e 3º quando Nelsinho Piquet perdeu o ar na frente do carro e ele saiu de traseira. Ele não conseguiu controlar o carro e bateu no muro. Apesar da forte batida, Nelsinho saiu bem do carro, apenas chateado com o desfecho de um fim de semana que tinha tudo pra ser maravilhoso. Abaixo, o vídeo com as últimas voltas.


“Foi uma pena. Tentei arriscar no final, porque achava que era possível ganhar a corrida. Mas o carro de repente deu uma ‘traseirada’ que eu não consegui controlar. É decepcionante voltar para casa com esse resultado depois de tudo que fizemos na pista hoje, especialmente depois de ter escapado de um grande acidente nas voltas finais”

Com a batida, Nelsinho terminou a prova oficialmente em 16º e agora ocupa a 13ª posição no campeonato, com 422 pontos. A próxima corrida é nesta quarta-feira, as 21h em Bristol, o oval mais curto da temporada, onde os carros ficam muito próximos e em geral há muitos toques. Me avisaram que é o tipo de corrida pra cardíaco não ver! Como não sou cardíaca, estarei ligada e passando toda a narração via twitter pra vocês!

Nesta segunda-feira às 21h Nelsinho Piquet estará respondendo aos fãs no chat do Nascar Brasil. Participem!

CLIQUE AQUI E VOTE EM NELSON PIQUET JR PRA PILOTO MAIS POPULAR DA NASCAR TRUCK SERIES 2011

Read Full Post »

Older Posts »