Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘kentucky’

Categoria: Nascar Nationwide Series / GRC

Pista: Kentucky (Race 2 NNS) / Charlotte (GRC)

Equipe: Turner Scott Motorsports (NNS) / X Team Racing (GRC)

Carro: Camaro #30 (NNS) / Mitisubish Lancer #12 (GRC)

Patrocínio principal: Worx (NNS) / Outback, Sky, Petrobras (GRC)

Chassi: TSM-405 (usado em Atlanta) – NNS

Practice

Programação em Kentucky e Charlotte

Atividade Horário de Brasília Transmissão

Sexta-feira, 20 de Setembro (Nascar Nationwide Series – Kentucky)

Treino livre 16:30 até 18:00 Não tem
Treino livre 19:30 até 20:30 Não tem

Sábado, 21 de Setembro (Nascar Nationwide Series – Kentucky)

Classificatório 17:35 Não tem
Corrida 20:30 ESPN News (EUA)

Domingo, 22 de Setembro (GRC – Charlotte)

Treino livre 10:45-11:30 Não tem
Tomada de tempos 12:15-13:00 Não tem
Bateria Classificatória 1 14:05-14:45 Não tem
Bateria Classificatória 2 17:30-18:00 ABC (EUA)
Repescagem 18:15-18:30 ABC (EUA)
Final 18:45 ABC (EUA)

Kentucky and Charlotte weekend Schedule

Activity EST (USA) UK time UTC Broadcast

Friday, September 20th (Nascar Nationwide Series – Kentucky)

Practice 3:30 p.m. to 5:00 p.m. 8:30 p.m. to 10:00 p.m. 7:30 p.m. to 9:00 p.m. No have
Final Practice 6:30 p.m. to 7:30 p.m. 11:30 p.m. to 12:30 a.m. 10:30 p.m. to 11:30 p.m. No have

Saturday, September 21st (Nascar Nationwide Series – Kentucky)

Qualifying 4:35 p.m. 9:35 p.m. 8:35 p.m. No Have
Race 7:30 p.m. 12:30 a.m. 11:30 p.m. ESPN News (USA)

Sunday, September 22nd (GRC – Charlotte)

Practice 9:45 a.m. to 10:30 a.m. 2:45 p.m. to 3:30 p.m. 1:45 p.m. to 2:30 p.m. No have
Seeding 11:15 a.m. to noon 4:15 p.m. to 5:00 p.m. 3:15 p.m. to 4:00 p.m. No have
Heats 1 1:05 p.m. to 1:45 p.m. 6:05 p.m. to 6:45 p.m. 5:05 p.m. to 5:45 p.m. No have
Heats 2 4:30 p.m. to 5:00 p.m. 9:30 p.m. to 10:00 p.m. 8:30 p.m. to 9:00 p.m. ABC (USA)
LCQ 5:15 p.m. to 5:30 p.m. 10:15 p.m. to 10:30 p.m. 9:15 p.m. to 9:30 p.m. ABC (USA)
Final 5:45 p.m. 10:45 p.m. 9:45 p.m. ABC (USA)
Anúncios

Read Full Post »

Em Kentucky, brasileiro conquista o melhor resultado do Camaro #30 no ano e avança uma posição no campeonato

Piquet Jr. no Kentucky (Foto: CIA Stock Photo)

Piquet Jr. no Kentucky (Foto: CIA Stock Photo)

Texto: Luis Ferrari, assessor do Nelsinho Piquet

Uma ousada estratégia ajudou Nelsinho Piquet a conquistar seu segundo top-10 consecutivo em pistas ovais na temporada 2013 da Nascar Nationwide Series. O oitavo lugar no oval de 1,5 milha do Kentucky foi o melhor resultado do Camaro #30 no ano.

Na última rodada de pit-stops da noite, o piloto brasileiro decidiu em conversa com o crew-chief Chris Carrier que não seria necessário trocar pneus. Assim Piquet Jr conquistou oito posições no pit-lane, saltando de 13º para quinto na última relargada da prova.

Com o carro mais desgastado ele lutou para permanecer no top-5 depois de saltar por dentro na bandeira verde da volta 145, quando chegou a duelar pela terceira posição. Mas a verdade é que o Camaro #30 era mais lento que os demais concorrentes no pelotão de elite e foi perdendo terreno até cair para oitavo cinco voltas mais tarde.

Com os carros espalhados pela pista, Nelsinho teve condições de defender a posição até a corrida ser interrompida pela chuva. A Nascar esperou o tempo abrir, mas as condições não permitiram a retomada da prova, encerrada na volta 170 das 200 originalmente previstas.

“O carro esteve um pouco melhor e tivemos uma dose de sorte, é verdade. Mas soubemos usar a inteligência para ganhar posições no box. É importante mostrar poder de reação, com o segundo top-10 consecutivo em oval”, declarou o piloto.

Piquet Jr agora avançou para 12º no campeonato, com 395 pontos.

Ele se disse satisfeito, considerando as circunstâncias da prova. Largou em 18º e chegou a perder a volta do líder. Então travou uma bela disputa com o carro #6 até ser beneficiado pelo terceiro “lucky dog” da prova, o que permitiu tentar uma estratégia diferente no final.

Antes do oitavo lugar em Kentucky, o melhor resultado do piloto brasileiro em sua temporada de estreia na Nascar Nationwide Series havia sido P9 em Michigan há duas semanas. A próxima corrida da temporada acontece na sexta-feira que vem em Daytona, onde o Camaro #30 obteve o 11º lugar na corrida de abertura da temporada.

Classificação da prova (top10): 
1. Brad Keselowski
2. Elliott Sadler
3. Matt Crafton
4. Brian Vickers
5. Kyle Busch
6. Austin Dillon
7. Kyle Larson
8. Nelson Piquet Jr. 
9. Sam Hornish Jr.
10. Alex Bowman

Classificação na temporada, após 15 de 33 etapas (top-15): 
1. Regan Smith 521 pontos
2. Sam Hornish Jr. 513
3. Justin Allgaier 510
4. Elliott Sadler 502
5. Austin Dillon 501
6. Kyle Larson 477
7. Parker Kligerman 475
8. Brian Vickers 473
9. Brian Scott 466
10. Trevor Bayne 453
11. Alex Bowman 416
12. Nelson Piquet Jr. 395
13. Mike Bliss 390
14. Travis Pastrana 350
15. Reed Sorenson 333

Read Full Post »

Categoria: Nascar Nationwide Series

Pista: Kentucky

Equipe: Turner Scott Motorsports

Carro: 30

Patrocínio principal: Worx

Chassi: TSM-319 (usado em Charlotte, Las Vegas e Texas)

at Texas Motor Speedway in Fort Worth, Texas on April 12, 2013.

Programação Kentucky

Atividade Horário de Brasília Transmissão

Quinta-feira, 27 de Junho

Treino livre 19:30 até 20:25 Não tem

Sexta-feira, 28 de Junho

Treino livre 10:00 até 11:30 Não tem
Treino Classificatório 16:35 Speed (USA)
Corrida 20:30 Fox Sports (BRA) / ESPN (EUA)

Schedule Kentucky

 

Activity EST (USA) UK time UTC Broadcast

Thursday, June 27th

Practice 6:30pm to 7:25pm 11:30pm to 12:25am 10:30pm to 11:25pm No have

Friday, June 28th

Final Practice 9:00am to 10:30am 2:00pm to 3:30pm 1:00pm to 2:30pm No have
Qualifying 3:35pm 8:35pm 7:35pm Speed (USA)
Race 7:30pm 12:30am 11:30pm ESPN (USA)

Read Full Post »

Aproveitando a (longa) pausa entre a última corrida em Talladega e a próxima em Martinsville no fim do mês, vou colocar em dia os posts com fotos, que está bem atrasado… Seguindo pela ordem, hoje nesse post as fotos de Iowa e Kentucky, durante a semana colocarei fotos da vitória em Las Vegas e finalmente da última corrida em Talladega!

Não esqueça de votar no Nelsinho Piquet para piloto mais popular da Nascar Camping World Truck Series! Ele precisa e depende de nós, seus fãs! Acessem www.nascar.com/ncwtsmpd e votem! Só vale um voto por dia, por iP. Se você usa smartphones ou tablets com internet própria, lembrem de desabilitar o wi-fi e votem mais uma vez! Só temos mais um mês para votar, temos que divulgar!

Pit Stop – Iowa
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Nelson Piquet Jr – Iowa
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Batalha por posições – Iowa
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Nelson Piquet Jr. – Iowa
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Truck #30 Turner Motorsports Drink B – Iowa
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Nelson Piquet Jr – Kentucky
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Kentucky
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Nelson Piquet Jr – Kentucky
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Piquet Jr. se preparando pra corrida – Kentucky
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Nelson Piquet Jr – Kentucky
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Truck Drink B no Kentucky
Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

 

Read Full Post »

“Fazer mais era arriscar para bater”, diz o brasileiro, 12º em Kentucky 

Foto: Divulgação Piquet Sports
Copyright: CIA Stock Photography

Por Luis Ferrari, assessor do Nelsinho

Um problema mecânico no final da Kentucky 201 impediu Nelsinho Piquet de terminar no top10 em sua 50ª prova na Nascar. O 12º lugar sustentou o brasileiro em oitavo no campeonato da Truck Series, agora com 524 pontos.

Exceto durante suas passagens pelos pits, Piquet Jr esteve durante 94 das 134 voltas da prova brigando entre os cinco melhores. Mas ao se aproximar de Miguel Paludo para duelar pelo quarto lugar a 40 voltas do final, Nelsinho sentiu uma vibração forte no Chevrolet Silverado #30.

“Não sabia se era problema no pneu ou no motor. Perdemos potência”, reportou o piloto. Depois de passar duas vezes pelos boxes (rapidamente, para não perder a volta dos líderes), a equipe Turner apontou que o problema era uma rachadura no sistema de escape ou o mau funcionamento de uma válvula.

“Claro que isso atrapalhou muito, mas o acerto não estava bom naquela altura. Começamos bem e imaginei que daria para ficar entre os cinco. Então a picape foi piorando e piorando. Não conseguimos arrumar durante as paradas. Fazer mais hoje era arriscar para bater”, disse Nelsinho, que terminou no top10 em metade das 50 provas que fez na Nascar desde 2010.

O brasileiro largou em sexto no oval de 1,5 milha de Kentucky e após uma bela manobra por fora já era terceiro na segunda volta. No giro 17, Nelsinho foi chamado para os pits durante a primeira bandeira amarela da noite. Após o reabastecimento, ele alinhou em sétimo para a relargada.

Novamente Piquet Jr levou vantagem no retorno ao ritmo normal de corrida. Ele achou uma brecha pela linha externa e saltou para o quarto lugar em uma volta e meia sob bandeira verde. Mas no giro seguinte (22) veio a segunda amarela da noite.

Nelsinho duelou pelo terceiro lugar nas voltas seguintes até aproveitar a quarta bandeira amarela da jornada para passar novamente pelos boxes. De pneus novos, o Silverado #30 precisou alinhar em 11º para a relargada seguinte, uma vez que havia pilotos em outra janela de pit-stops que seguiram na pista.

A quinta bandeira amarela da corrida por pouco não acaba com a corrida de Piquet Jr. Ele escapou por pouco de um acidente, mas perdeu posições na manobra para evitar a batida, alinhando em 14º para a relargada da volta 59.

Mais uma vez o brasileiro foi feliz com a aparição da bandeira verde. Após uma bela manobra por fora, o Silverado #30 avançou para nono lugar no giro 61. Vinte voltas depois, Nelsinho disse pelo rádio que sua picape estava muito dianteira. Ele passou pelos pits para ajuste e troca de apenas dois pneus e relargou em quarto na volta 84.

Entre os giros 85 e 94, foram belas disputas com Ty Dillon e Miguel Paludo. Até que a vibração na picape acabou com as chances de Nelsinho Piquet em sua corrida de número 50 na mais importante competição do esporte a motor nos EUA. 

A próxima corrida de Piquet Jr acontece na noite de 29 de setembro, em Las Vegas.

RESULTADO DA 16ª ETAPA
1. J Buescher
2. P. Kligerman
3. T. Dillon
4. J. Coulter
5. B. Scott
6. J. Sauter
7. J. Lofton
8. M. Paludo
9. M. Crafton
10. J. Wes Tonwley
11. R. Blaney
12. N. Piquet Jr

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO
1. T. Dillon 602
2. J. Buescher 598 
3. T. Peters 576
4. P. Kligerman 572
5. J. Coulter 556
6. M. Crafton 553
7. J. Lofton 548
8. N. Piquet Jr 524
9. M. Paludo 481
10. R. Hornaday 477

CLIQUE PARA VOTAR NO NELSINHO PIQUET NA ELEIÇÃO DE PILOTO MAIS POPULAR DA TRUCK SERIES! PARA MAIS ESSE FEITO ELE DEPENDE DE NÓS, FÃS! LET’S GO!

Read Full Post »

Tradução do Google com correções gramaticais feitas por Livia Castrioto da entrevista do Nelsinho pro site da Nascar em espanhol. Original aqui => http://www.nascar.com/espanol/120921/npiquetjr-entrevista/index.html

O campeonato da NASCAR Camping World Truck Series NASCAR chega hoje à noite no Kentucky Speedway para a 16ª corrida do campeonato, mas será um evento especial para Nelson Piquet Jr. O piloto brasileiro chega na sua participação de número 50 corridas nas séries nacionais. NASCAR.COM em espanhol encontrou um bom momento para conversar com ele, fazer um balanço, compartilhar seus sentimentos sobre automobilismo nos Estados Unidos e saber o que Nelsinho quer para o seu futuro.

NASCAR.COM: Hoje à noite será a sua corrida de número 50 na NASCAR. Foram muitas competições desde que a primeira aparição em fevereiro de 2010 em Daytona com a Truck Series. Como se sente quanto à sua mudança como piloto desde a chegada aos Estados Unidos?

Nelson Piquet Jr.: Estou muito contente por chegar a este ponto. Após cerca de dois anos, eu me sinto quase em casa agora. Sim, foi muito aprendizado e muita concorrência desde a corrida em Daytona, mas o meu sentimento é de que o tempo passou… rápido! Provavelmente porque eu gostei.

Foi uma experiência maravilhosa. A decisão de mudar a minha carreira a NASCAR foi muito importante e depois de 50 corridas, e com algum sucesso, eu acho que está valendo a pena. Em relação ao desenvolvimento como piloto, eu vejo que é um processo contínuo. Em cada corrida há coisas novas para aprender e melhorar suas habilidades.

E não apenas sobre as corridas em que eu competi. É de uma cultura de automobilismo fascinante. Não são apenas as corridas da Cup, quero dizer faixas curtas, faixas de terra, como os modelos Late Models, Outlaw e Go Karts. Como piloto, estou orgulhoso e feliz por fazer parte deste ambiente de corrida.

Sempre tem também o lado competitivo, que oferece oportunidades para todos. Pela maneira como as coisas funcionam na NASCAR, o vencedor da corrida tende a ser o melhor piloto naquele dia, não a melhor máquina ou equipamento com o maior orçamento.

NASCAR.COM: A NASCAR foi o lugar que te recebeu quando deixou a Europa. Que tipo de pessoas encontrou aqui?

Nelson Piquet Jr.: Costumo dizer que, se cortar ao meio a renda de todos aqueles que trabalham na NASCAR, também ficariam felizes em continuar com seus trabalhos, pois são todos profissionais dessa indústria, mas não só isso. Simplesmente não é só para poder trabalhar em um emprego regular e receber dinheiro por isso. É trabalhar em algo que se é apaixonado.

Acho muito difícil definir trabalhadores e patriotas fãs de corridas na NASCAR. Se eu tivesse que defini-lo em uma frase, ‘paixão pelas corridas’ seria a melhor maneira de descrever o que eu encontrei aqui.

 NASCAR.COM Você pensou na Indycar antes da NASCAR IndyCar como muitos compatriotas concorrentes nessa categoria?

Nelson Piquet Jr.:. Não realmente na Indy havia algumas equipes interessadas em mim, mas eu já tinha decidido que meu objetivo era ser o primeiro brasileiro a ter sucesso na NASCAR. Meu objetivo é abrir as portas de meus companheiros pilotos para a NASCAR. Assim como fez Emerson Fittipaldi para a Fórmula 1 e Fórmula Indy. Eu poderia ter ido para Indy ser outro brasileiro a estar correndo lá e depois mudar. Mas a minha sensação é que havia apenas NASCAR em meus planos.

NASCAR.COM: Tendo vencido na Truck Series e atualmente ocupam o oitavo lugar na classificação, o que é o objetivo para o restante da temporada?

Nelson Piquet Jr.: Eu gostaria de ganhar mais corridas e ter um final de temporada sólido.

NASCAR.COM: Quais são seus planos para a próxima temporada?

Nelson Piquet Jr.:. Sem dúvida, eu vou continuar a competir na NASCAR. Se como motorista regular de Truck Series ou Nationwide Series é algo que depende dos resultados alcançados no final da temporada e do patrocínio.

NASCAR.COM Fará sua estreia na Sprint Cup no próximo ano?

Nelson Piquet Jr.: Depois da vitória deste ano em Road America com a Nationwide, fui perguntado se eu esperava ganhar tão cedo na minha terceira aparição na série e respondi que se eu tinha tudo tão bem planejado e executado corretamente, como era o propósito naquele final de semana, talvez até pudesse ter vencido se fosse minha primeira corrida.  É muito diferente correr em um carro que compete em todas as corridas, com uma equipe que tem um forte apoio e que está no topo de seu jogo.

Obviamente meu objetivo é disputar a Sprint Cup. Mas eu quero fazer isso da maneira certa. Não só colocar o meu nome na lista de inscritos para esta corrida. Meus pensamentos sobre a minha estreia na Cup é baseada menos em “quando”, se será na próxima temporada ou não.  É baseada em “como”, ou seja, ter condições que me permitem realmente competir. 

Read Full Post »

Brasileiro compete em Kentucky com a mesma picape da vitória em Michigan 

Por Luis Ferrari, assessor do piloto.

A prova desta sexta-feira da Nascar Truck Series em Kentucky terá um sabor especial para Nelsinho Piquet. Será a corrida de número 50 do piloto nas divisões nacionais da principal competição do automobilismo americano.
“Passou muito rápido. Após menos de dois anos aqui já me considero praticamente local, bem adaptado. A experiência na Nascar tem sido muito positiva. A opção por migrar minha carreira para os Estados Unidos foi uma decisão muito importante. A marca de 50 provas, com os resultados que já tivemos, sinaliza que está dando certo”, disse o piloto.

Nas 49 corridas disputadas pela Truck Series e pela Nationwide Series desde 2010, Piquet Jr obteve as duas primeiras vitórias da história do Brasil na Nascar (tanto em pista mista quanto em oval), cravou três poles e chegou 25 vezes entre os 10 melhores.

Ele fez ainda outras provas por categorias de acesso, incluindo a única vitória de um piloto estrangeiro no oval curto de Bristol, tradicional pista da Nascar fundada em 1961, em prova da categoria Pro Series East.

Para marcar a 50ª corrida do brasileiro na Nascar, foi lançada uma promoção para os fãs, via Facebook. Quem preencher um formulário disponível no www.facebook.com/NPiquetJr indicando os cinco melhores momentos do piloto nos EUA concorre a um kit da PiquetStore com uma miniatura do truck do brasileiro e uma camisa polo. Os prêmios são oferecidos pela B!, marca de cachaça premium com mel e limão que patrocina o truck #30 em algumas provas desta temporada.

Para a disputa no oval de 1,5 milha de Kentucky, a equipe Turner preparou para Nelsinho o chassi TMS-218. É o mesmo que ele pilotou na vitória em Michigan no dia 18 de agosto. “É sempre animador saber que vamos competir com um equipamento vencedor. Chego bem animado para esta corrida, sabendo que melhorou bastante nosso programa em pistas de 1,5 milha nesta temporada. Espero andar bem lá, onde sempre consegui boas provas de classificação. Será nossa segunda passagem por Kentucky na temporada”, acrescentou ele.

Piquet Jr competiu três vezes no Kentucky Speedway, duas no ano passado e uma neste. Ele largou duas vezes em terceiro lugar e uma na “outside pole”, como é conhecido o segundo lugar no grid da Nascar. Seu melhor resultado neste palco é o quarto lugar na prova de outubro de 2011.

As atividades de pista da 16ª etapa da temporada da Truck Series estão todas programadas para sexta-feira. São dois treinos pela manhã e a tomada de tempo a partir de 17h40, pelo horário de Brasília. A largada para a corrida de 201 milhas (ou 134 voltas) está prevista para 20h30. O canal Fox Sports anuncia a transmissão ao vivo para o Brasil.

Read Full Post »

Older Posts »