Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Homestead’

Horário de Brasília para as atividades da categoria DD2, que o Nelsinho Piquet vai participar nesse final de semana, na Flórida

Sexta, 17 de Janeiro

  • 12:10 Warm-up  (Piquet p4)
  • 13:15 Qualifying, define o grid da pré-final de Domingo (Piquet p5)
  • 16:45 Qualifying, define o grid da pré-final de Sábado (Piquet P6)

Sábado, 18 de Janeiro

  • 11:10 Warm-up
  • 14:05 pré-final, define o grid da corrida (16 voltas)
  • 17:25 final (16 voltas)

Domingo, 19 de Janeiro

  • 11:10 Warm-up
  • 14:05 pré-final, define o grid da corrida (16 voltas)
  • 17:25 final (16 voltas)

Link para livetiming e transmissão http://www.floridawintertour.com/fwtlive/2014/

Ajude o fã-clube a manter o blog e as promoções, faça uma doação // Help the fan club to keep the blog and promos, make a donate!

Kart do Nelsinho Piquet no Florida Winter Tour (Foto: reprodução instagram @piquetjr)

Kart do Nelsinho Piquet no Florida Winter Tour (Foto: reprodução instagram @piquetjr)

Read Full Post »

Piloto do Camaro #30 faz cinco ultrapassagens nas últimas seis voltas e fica em 12º no campeonato 

At Homestead-Miami Speedway in Homestead, Florida on November 15, 2013.

Com uma surpreendente escalada nas voltas finais da “Ford EcoBoost 300”, Nelsinho Piquet fechou sua temporada de estreia na Nascar Nationwide Series com o décimo lugar em Miami-Homestead neste sábado. Foi seu quinto top-10 no ano. Com 861 pontos, o brasileiro foi o 12º no campeonato de pilotos.

“Foi um ano de altos e baixos e muito aprendizado. Fico contente de terminar minha temporada de estreia na Nationwide com mais um top-10 e espero voltar mais forte no ano que vem. Sem dúvida encerrar o ano desse jeito me deixa mais motivado para o próximo”, declarou Piquet Jr, que teve rodada dupla durante o último final de semana da Nascar.

Na véspera, ele assumiu a picape #9 para a prova final da temporada da Nascar Truck Series. Após largar em quarto lugar, passou boa parte da corrida oscilando em torno do top-10 e em constante em contato com o box para melhorar a performance no tráfego. O melhor acerto veio me sua última passagem pelo pits. Mas a 33 voltas do fim um adversário rodou imediatamente à frente do piloto brasiliense, que acabou forçado a abandonar.

“Foi interessante correr mais uma vez na Truck Series. Tinha potencial para terminar entre os dez melhores”, frisou o piloto, que era um dos três mais rápidos da pista no momento do acidente.

No sábado, a trajetória do Camaro #30 ao longo da prova foi oposta: começou no meio do pelotão (15º), passou boa parte da prova mais atrás, foi feliz na estratégia de paradas e soube atacar no momento decisivo.

“Agradeço à equipe Turner Scott Motorsports e a todos os patrocinadores que nos apoiaram durante o ano. Corri 35 provas de Nascar em 2013. Foi a temporada mais intensa de meus 20 anos de carreira”, afirmou Piquet Jr.

O piloto agora disputará corridas de kart no Brasil e nos EUA antes da abertura da temporada 2014.

Texto: Luis Ferrari, assessor do Nelsinho Piquet

SOBRE A PROMO

Como ninguém acertou, o prêmio fica para a próxima promoção.

ABOUT THE PROMO

As nobody guess his trucks final position, the prize accumulates fo the next promo.

Read Full Post »

O brasileiro Nelsinho Piquet tem desafio duplo nesse final de semana em Homestead. O piloto da Turner Scott Motorsports que corre regularmente na Nationwide Series foi convidado pela NTS Motorsports para disputar a corrida da Truck Series, nessa sexta. A corrida na Truck series marca a 90ª largada de Piquet nas divisões nacionais da Nascar, sendo 54 pela Truck e 36 pela Nationwide Series.

Para comemorar as 90 corridas do Nelsinho, promoção simples. Comente dizendo em que posição ele vai chegar na prova da Truck Series, nessa sexta. O prazo para enviar seu palpite se encerra no momento da largada. O prêmio será um Bambercar de um Truck do ano passado. Em caso de empate, sorteio para decidir quem leva o Bambercar, os outros que tiverem acertado receberão card autografado e adesivos.

ENGLISH

Brazilian driver Nelson Piquet Jr. has a double challenge this weekend in Homestead. The TSM driver, that raced in Nationwide Series in 2013 was invited by NTS Motorsports to participate in the Truck Series season final race, next Friday. This race will mark his 90th start in Nascar national series, 54 races for the truck series and 36 for Nationwide series.

To celebrate Nelson’s 90th race, a simple promo. Leave a comment below guessing what will be Nelson’s Truck Series race result, on Friday. The deadline to send your guess is the green flag. The prize is a last year Truck Series Bambercar. In case of a draw (more than 1 guess) I will choice one by a raffle, to decide who will receive the prize. The other who guess will win card and sticker.

Programação em Homestead

Atividade Horário de Brasília Transmissão

Sexta-feira, 15 de Novembro

Treino livre (NNS) 13:00 até 13:50 Fox Sports 1 (EUA)
Treino livre (NCWTS) 14:00 até 16:00 Fox Sports 1 (EUA)
Treino livre (NNS) 18:10 até 19:20 ESPN 2 (EUA)
Classificatório (NCWTS) 19:30 Fox Sports 2 (EUA)
Corrida (NCWTS) 23:00 Fox Sports (BRA)

Sábado, 16 de Novembro

Classificatório (NNS) 16:05 Fox Sports 2 (EUA)
Corrida (NNS) 19:30 Fox Sports (BRA)

Homestead-Miami  Schedule

Activity EST (USA) UK time Broadcast

Friday, November 15th

Practice (NNS) 10:00 a.m. to 10:50 a.m. 3:00 p.m. to 3:50 p.m. Fox Sports 1 (USA)
Practice (NCWTS) 11:00 a.m. to 1:00 p.m. 4:00 p.m. to 6:00 p.m. Fox Sports 1 (USA)
Practice (NNS) 3:10 p.m. to 4:20 p.m. 8:10 p.m. to 9:20 p.m. ESPN 2 (USA)
Qualifying (NCWTS) 4:30 p.m. 9:30 p.m. Fox Sports 2 (USA)
Race (NCWTS) 8:00 p.m. 1:00 a.m. (Saturday) Fox Sports 1 (USA)

Saturday, November 16th

Qualifying (NNS) 1:05 p.m. 6:05 p.m. Fox Sports 2 (USA)
Race(NNS) 4:30 p.m. 9:30 p.m. ESPN (USA) / MotorsTV (UK)

Read Full Post »

Por Luis Ferrari, assessor do Nelsinho Piquet

Pouco depois de virar o primeiro estrangeiro a conquistar na pista um prêmio anual da Nascar, o Pole Award, conferido ao piloto com o maior número de largadas na primeira posição na temporada, Nelsinho Piquet recebeu a bandeira quadriculada em quarto lugar na prova de encerramento da Truck Series, em Miami.

Com o resultado, o brasileiro fechou a temporada 2012 na sétima posição, com 747 pontos em 22 etapas.

“Nossa meta no início do ano era chegar a Miami na briga pelo campeonato, mas isso ficou difícil porque deixamos de terminar algumas corridas na parte inicial da temporada. A segunda metade do ano foi muito boa, com vitórias, poles consecutivas e sempre na briga pelos primeiros lugares. Então fico satisfeito pela maneira como acabou a temporada. Conquistei o Pole Award e espero ganhar ainda o prêmio de piloto mais popular da categoria”, afirmou Nelsinho.

O quarto lugar em Miami foi o nono top5 do dono do Chevrolet Silverado #30 em 2012. Apenas o campeão e o vice terminaram mais vezes (dez) entre os cinco melhores. Porém, na coluna dos abandonos, Nelsinho também teve um número mais alto: deixou de completar cinco corridas (no top10 da temporada, o segundo competidor no ranking de provas incompletas registrou três abandonos).

Foi um ano de muito aprendizado e sei que voltaremos bem mais fortes em 2013, seja qual for o campeonato no qual vamos competir”, afirmou depois da prova. O piloto conversa com equipes da Truck Series e na Nationwide Series e espera anunciar em breve seus planos para a próxima temporada. “Por enquanto, a única coisa que posso falar em caráter oficial é que vamos correr na Nascar.”

A corrida decisiva começou muito bem para a picape #30. Nelsinho largou por fora na segunda fila e na quinta volta já era o líder da prova após superar Kyle Busch e Parker Kligerman. Ele sustentou a ponta com autoridade até a primeira bandeira amarela da noite, na volta 35.

“O começo foi bom, mas a picape já estava dianteira depois de algumas voltas. E lutei contra essa tendência na corrida inteira. Piorou conforme a prova se desenrolava”, contou o piloto. Após passar pelos boxes no giro 37, com quatro pneus novos, ele alinhou em segundo para a relargada.

O truck rendia muito mais na linha superior da pista, quase colado no muro. E partir por dentro quando veio a bandeira verde acabou fazendo o brasileiro cair para terceiro. Até a volta 53, ele sustentou a posição, muito embora tenha entrado no rádio algumas vezes reportando que a picape perdia a frente no meio (e mais tarde também nas saídas) das curvas. “Principalmente no tráfego, estava bem complicado o trabalho.”

Piquet Jr anda colado no muro em Homestead (Foto: Divulgação / CIA Stock Photography)

Piquet Jr anda colado no muro em Homestead (Foto: Divulgação / CIA Stock Photography)

Ainda assim, ele conseguiu recuperar a vice-liderança em cima de Kyle Busch na volta 55, em arriscada manobra mergulhando por dentro. E partiu para cima do então líder, Kyle Larson. No giro 64, chegou a tentar movimento similar ao que dera a ultrapassagem sobre o piloto regular da Sprint Cup Series, mas seu jovem companheiro de equipe do truck #4 sustentou a primeira posição.

O longo período sem bandeiras amarelas fez o #30 perder rendimento, com a frente do truck muito instável. Isso permitiu a Kyle Busch devolver a ultrapassagem na volta 77. Após uma rodada de pits em bandeira verde, o brasileiro era novamente terceiro colocado na volta 94.

“Depois do terceiro pit (na volta 104), ficou crítico o comportamento do truck e acabei raspando no muro”, disse o piloto. Ele chegou a cair para décimo na volta 131 e aparentava ter dificuldade para sustentar o top10 na corrida programada para 134 voltas.

Eis que no giro 132 uma forte batida envolvendo os trucks #3, #4 e #29 determinou a interrupção da corrida com bandeira vermelha. O brasileiro por pouco escapou de ser coletado no acidente. Mas como ao desviar passou sobre detritos dos trucks batidos, foi obrigado a passar outra vez pelos pits para trocar pneus.

A prova então foi para a prorrogação, já que as regras da Nascar determinam que, para evitar o final da corrida sob bandeira amarela, sejam feitas três tentativas de duas voltas em ritmo normal ainda que além do limite de giros inicialmente estipulado.

O brasileiro alinhou em 12º quando surgiu a bandeira verde na volta 138. E então fechou a temporada 2012 de maneira agressiva, ganhando nada menos que oito posições para chegar em quarto lugar.

“Gosto muito da pista de Miami e queria ter brigado pela vitória aqui. Mas diante das dificuldades que enfrentamos, sempre com o truck bem dianteiro, o final foi positivo. Ano passado fui quarto colocado aqui e conseguimos hoje repetir, o que não é mal. O desfecho da corrida aqui ainda deu o título para a equipe, com o James Buescher. Ele fez uma bela temporada e mereceu o campeonato”, afirmou Piquet Jr.

Nelson Piquet Jr. em Homestead (Foto: Divulgação / Romullo Tadeu)

Nelson Piquet Jr. em Homestead (Foto: Divulgação / Romullo Tadeu)

Ele agora aguarda o anúncio da votação para piloto mais popular da Truck Series. Encerrada na sexta-feira, a enquete teve início em 21 de setembro pelo site oficial da Nascar. A exemplo do ano passado, o brasileiro era um dos cinco mais votados na única informação parcial oficialmente divulgada pelos organizadores. O prêmio será divulgado na próxima segunda-feira, na solenidade de encerramento da categoria, marcada para um hotel de Miami. 

Se vencer, Nelsinho será o segundo estrangeiro na história da Nascar a conquistar o título a partir do voto dos fãs. O primeiro foi o indiano Narain Karthikeyan, que em 2010 mobilizou seus compatriotas para uma participação histórica, comparável às indicações do chinês Yao Ming como titular do Jogos das Estrelas da NBA. 

“Não tiro o mérito dele, que deve ter conseguido um enorme apoio na Índia para ser eleito”, disse Nelsinho. “Mas a verdade é que o Karthikeyan nunca chegou realmente a ser um piloto regular da Nascar. Ele fez nove corridas apenas em 2010. É uma situação bem diferente da minha.”

Resultado de Miami
1. Cale Gale
2. Kyle Busch
3. Joey Coulter 
4. Nelson Piquet Jr. 
5. Miguel Paludo
6. Johnny Sauter 
7. Parker Kligerman 
8. Timothy Peters 
9. Justin Lofton
10. Ross Chastain

Classificação no campeonato (top-10)
1. J. Buescher 808
2. T. Peters 802
3. J. Coulter 789 
4. T. Dillon 784;
5. P. Kligerman 778
6. M. Crafton 759
7. N. Piquet Jr. 747
8. J. Lofton 710
9. J. Sauter 678
10. M. Paludo 668

Read Full Post »

Por Luis Ferrari

Nelsinho Piquet completa nesta sexta-feira a temporada 2012 da Truck Series com chance de ser o primeiro estrangeiro na história da Nascar a terminar o ano com o maior número de poles em uma divisão nacional da principal competição do automobilismo americano. 

E o brasileiro nem precisa largar em primeiro para garantir, em sua segunda temporada completa na Nascar, o troféu Keystone Light Pole Award e o prêmio de US$ 25 mil.

Se os trucks #3 ou #22 não fizerem a pole nesta sexta, Piquet Jr nem sequer precisará entrar na pista para assegurar a premiação. Com as duas poles consecutivas nas últimas duas etapas da temporada (Texas e Phoenix), Nelsinho saltou a quatro no ano isolando-se na liderança do ranking. Anteriormente, o dono da picape #30 tinha sido pole nas etapas do campeonato em Rockingham e Pocono.

Pilotos da equipe RCR, Ty Dillon (#3) e Joey Coulter (#22) têm três poles cada um e precisam do melhor tempo na tomada em Miami para igualar a marca do brasileiro e então superá-lo no critério de desempate (pontuação na temporada).

“Nosso final de temporada está muito forte e não penso em outra coisa além da vitória em Miami. Foi a cidade que escolhi para morar em 2010, quando fiz minhas primeiras provas na Nascar. Tenho muitos amigos e alguns familiares em Miami, que provavelmente é a cidade mais ‘brasileira’ dos EUA. Então a sensação é de correr em casa”, conta o piloto.

Neste final de semana, a equipe Turner equipou o Chevrolet Silverado #30 com o chassi TMS-222, o mesmo usado pelo brasileiro em sua última vitória na categoria, em Las Vegas dia 29 de setembro.

“Nosso programa em pista de 1,5 milha melhorou bastante na segunda metade da temporada. E a pista de Miami tem características que me agradam bastante”, diz Nelsinho. Ele competiu uma vez no circuito de Homestead pela Truck Series: largou em terceiro e terminou em quarto lugar no ano passado, em prova abreviada pela chuva. 

O autódromo de Miami foi também palco de sua primeira corrida pela equipe Turner. No ano passado, após anunciar o contrato com o time para 2012, o brasileiro ocupou um dos carros da Nationwide Series da escuderia na prova de encerramento da temporada.

Outra novidade para a última corrida do ano é uma cara nova para o truck #30 nesta etapa, com a pintura rosa em homenagem ao novo patrocinador principal, a Loteria da Flórida. “Espero que dê sorte”, brinca o brasileiro, lembrando que em Las Vegas, a capital do jogo nos EUA, foi feliz com o mesmo chassi e uma pintura diferente da usada na maioria das provas em 2012.

Além do título de pole positions, com Nelsinho, a equipe Turner entra na etapa final como favorita também ao título de pilotos, com James Buescher. O dono da picape #31 chega à corrida decisiva com 11 pontos de vantagem para o vice-líder no campeonato e precisa de apenas um sétimo lugar para ficar com a taça de 2012.

A prova de Miami vai ainda selar outras premiações da Nascar, envolvendo Piquet Jr e Buescher. As picapes #30 e #31 estão empatadas com 209 pontos no ranking de melhor fornecedor de motor do ano. O #3 tem um ponto a menos.

Nelsinho ainda lidera o “Most Improved Driver Award”, com 4 pontos ao lado de Johnny Sauter. O prêmio é conferido ao piloto que mais posições avança em relação a seu resultado anterior. Aqui, o brasileiro leva vantagem sobre o concorrente na pontuação no campeonato. Mas como o dono da picape #13 acabou a prova de Phoenix em 25º lugar e Nelsinho em oitavo, em tese, o americano tem maior chance de aprimorar seu resultado em relação à corrida passada.

Por fim, a corrida de encerramento da temporada em Miami, coincide com o término da enquete para piloto mais popular da Truck Series. O levantamento é feito por uma votação no site oficial da Nascar. A exemplo do que aconteceu em 2011, o brasileiro chegou à prova final como um dos cinco mais votados.

Se vencer a votação de piloto mais popular da categoria, Piquet Jr será o segundo estrangeiro eleito em toda a história da Nascar. O título de 2010 foi do indiano Narain Karthikeyan, que mobilizou seus compatriotas para uma participação histórica, comparável às indicações do chinês Yao Ming como titular do Jogos das Estrelas da NBA.

Programação (horário de Brasília)

Sexta-feira, 16 de Novembro

  • Treino livre => 14:00
  • Classificatório => 19:30
  • Corrida => 23:00

Transmissão: O Canal Fox Sports transmite a corrida ao vivo para o Brasil. O treino de classificação será ao vivo para os Estados Unidos através do canal Speed. Estarei divulgando links para assistir na hora pelo nosso twitter e facebook.

ENGLISH VERSION 

By Turner Motorsports

Welcome aboard for the finale… Turner Motorsports welcomes FlaLottery.com to the No. 30 Turner Motorsports entry. The Florida Lottery is “hot” right now, with new games, bigger prizes and more winners. If you’re looking for information about our games, how to become a retailer, or how the Florida Lottery maximizes its funds to contribute to education, visit FlaLottery.com. On the site you’ll find winning numbers, prize payouts, game information, and even a detailed breakdown of the Lottery’s contributions to public education, by county since its inception. You can also learn about the history of the Florida Lottery, special events and how to apply to become a member of the Florida Lottery team. Under the “Games” link you’ll find all the tools you’ll need to play all of the Florida Lottery scratch-off and online games. Future winners can see what’s in store by visiting our “Winners” page. When you play, we all win. When you visit the “Education” pages you will find out about Lottery-funded Bright Futures Scholarships, education contributions by the Florida Lottery in your county, and school construction projects.

Good luck to Turner Motorsports’ James Buescher… On Friday night, James Buescher has the chance to make history for Turner Motorsports by winning the team’s first NASCAR Camping World Truck Series (NCWTS) championship.  Currently, Buescher leads second place by 11 points going into the season finale on Friday night.  Buescher guarantees himself the championship, as well as the Owner’s Championship with a finish of seventh or better with no laps led, eighth or better with one lap led, or ninth or better with the most laps led.

This Week’s Silverado…. The No. 30 FlaLottery.com team heads to the 1.5-mile Florida track with chassis TMS-222 for Friday night’s event. TMS-222 last saw action on the track at Las Vegas Motor Speedway as it cruised to victory lane after helping claim Piquet Jr.’s second NCWTS win.

Most Popular Driver… Piquet Jr. has been named among the top-five NCWTS drivers with the most votes in the 2012 Most Popular Driver poll. With less than a week left to vote for NCWTS Most Popular Driver, you can cast your vote once per day for Piquet Jr. by heading towww.NASCAR.com/ncwtsmpd.

Nelson Piquet Jr. on Homestead-Miami Speedway 

“Miami is mine. I am so determined to win this Friday night. I used to call Miami home when I first moved to the United States and I have so many friends and family in the area that it’s hard not to think of Homestead-Miami as my home track. I wish the best of luck to my teammate James, but I’m still focusing on claiming another victory this season.”

Schedule:

Eastern Time (USA)

Friday, November 16

  • Practice => 11am
  • Qualifying => 4:30pm
  • Race => 8:00pm

GMT / United Kingdom Time

Friday, November 16

  • Practice => 4:00pm 
  • Qualifying => 9:30pm

Saturday, November 17

  • Race => 1:00am

Broadcast: American speed channel will broadcast the race and the qualifying. I will try to find a couple of links to watch and will divulge by our twitter and facebook

Read Full Post »

Primeiramente peço desculpas pela demora. Realmente esqueci de escrever o resumo da Nationwide. Isso não irá mais se repetir, eu prometo!

A chuva em Homestead atrapalhou o começo do final de semana de estreia do Nelsinho na Nationwide [estreia em ovais pessoal, eu sei que ele correu em Watikins Glen em 2010]. Eram dois treinos programados na sexta, totalizando quase 3 horas. Veio a chuva em Homestead e apenas um treino conseguiu ser realizado, com pouco mais de 50 minutos. Nelsinho não teve tempo de conhecer e acertar o carro. Foi o 22º, mas isso pouco importava, ele estava fazendo ajustes e andando o máximo pra conhecer a pista. Esperava fazer outro treino. Mas veio a chuva e cancelou o segundo treino que em geral é onde acertam os carros pra classificação. No sábado, como se era de se esperar a classificação foi longe do esperado. Piquet se classificou em 35º – a pior posição de largada dele na Nascar.

Logo no começo da corrida Piquet ultrapassou vários adversários e se posicionou na 30ª posição, em 9 voltas, foram duas bandeiras amarelas rápidas e ninguém entrou pra fazer ajustes. Na relargada ganhou mais 4 posições, porém o carro estava desequilibrado e ele virava constantemente 2 segundos mais lento que os líderes. Na bandeira amarela de competição [sempre que chove e modifica as condições da pista a Nascar programa uma bandeira amarela no começo pra que as equipes possam ajustar os carros] Nelsinho entrou e a equipe Turner Motorsports fez ajustes no Chevrolet Impala #30. Voltou pra pista na 30º posição.

O carro continuou sem o ajuste certo, e virando 2 segundos mais lento que os líderes, com a grande sequencia de voltas em bandeira verde não demorou muito pra que fosse alcançado. Ficou oscilando entre a 25ª e a 28ª colocação, uma volta atrás dos líderes. A sorte ajudou a atrapalhar ainda mais o piloto brasileiro pois quando começaram as paradas em bandeira verde ele foi logo um dos primeiros. Os líderes ainda não haviam parado quando uma bandeira amarela foi agitada. Ele então ficou duas voltas atrás dos líderes. Ele fez o wave around [sempre que tem bandeira amarela e todos lideres param, os retardatários tem a opção de não parar pra fazer ajustes e podem passar o safety car e recuperar uma volta] e recuperou uma das voltas.

Na parada em bandeira verde não tinha como fazer muitos ajustes pra não perder tempo e por fazer o wave around não ele não pôde entrar no Box na amarela pra ajustar. O carro continuou sem o ajuste certo pro estilo de pilotagem do Nelsinho e a uma volta dos líderes, ele nada podia fazer senão ficar na pista ganhando quilometragem. Mais uma grande sequencia em bandeira verde fez com que ele tomasse mais uma volta dos líderes. Já passava da metade da prova, Piquet se mantinha na 24ª posição quando uma bandeira amarela foi acionada e a maioria foi aos boxes. Nessa hora o carro parece ter melhorado um pouco, ele voltou pra pista sendo o primeiro com 2 voltas atrás, em 28º pois outros retardatários preferiram não parar e fizeram o wave around. A prova ainda teve mais uma bandeira amarela faltando 23 voltas pro final, Danica Patrick perdeu o controle do carro sozinha e bateu no muro. Nem todos os líderes pararam e ele não teve como fazer o wave around. Terminou a prova em 24º sendo o primeiro dos que estavam a duas voltas do líder.

O saldo positivo dessa prova foi o grande aprendizado. As provas da Nationwide são mais longas que as da Truck, mais desgastantes, andou no pelotão e terminou sem nem um arranhão, Nelsinho ganhou quilometragem, conheceu mais esse tipo de carro que segundo ele parece ser mais arisco, sai mais de traseira. Com certeza em 2012 outras provas da Nationwide em ovais virão e ele se sairá bem melhor, já terá uma noção do que esperar do carro.

O ano na Nascar acabou, agradeço a todos que se mantiveram fiéis ao blog, sei que às vezes erro, escrevo uma besteira ou outra, prometo o que não consigo cumprir, mas sou uma pessoa só e as vezes quero dar passos maiores que minhas pernas. As provas oficiais acabaram mas irei continuar escrevendo sobre os treinos, corridas de kart, até corrida de autorama, enfim, tudo o que o Nelsinho estiver fazendo vocês saberão!

//DESAFIO DAS ESTRELAS//

Semana que vem (de 2 a 4 de Dezembro) o Nelsinho irá participar do Desafio Internacional das Estrelas de Kart, evento organizado pelo Felipe Massa no Kartódromo Arena Sapiens em Canasvieiras, Florianopólis – SC. Eu irei ao evento e estou fazendo uma faixa pra colocar na arquibancada. Se alguém do fã-clube for ficar na arquibancada me avise, posso arrumar com o Nelsinho cards autografados e adesivos para todos, além de TENTAR promover um encontro dos fãs com ele (não garanto que irei conseguir, pois isso depende da agenda de compromissos dele).

Read Full Post »

O dia não começou fácil em Homestead. A chuva atrapalhou os planos de Nelsinho de conhecer bem a pista com o dois treinos da Nationwide, o treino da Truck e o qualifying da Truck. Foram pouco mais de 1 hora de treino da Nationwide, menos de 1 hora de treino livre da Truck. O segundo treino da Nationwide e o qualifying da Truck foram cancelados por causa da chuva. A ordem de largada foi definida pela ordem no treino livre, onde Piquet foi o 3º mais rápido.

Largando em 3º Piquet se manteve no top-5 durante a largada e a relargada 8 voltas depois, devido a quebra do motor de Jeniffer Jo Cobb. Sentiu problemas de aderência pois além dos treinos da Nationwide e Truck haveria também treinos da Cup Series que ajudariam a emborrachar a pista. “Senti algumas dificuldades: era uma pista de 1,5 milha mas não trioval como as outras em que andei bem no ano, a aderência também não estava das melhores por causa do calor, de alguma areia na pista e pela falta de mais borracha na pista com o cancelamento de alguns treinos durante o dia. Com isso, só conseguimos chegar ao melhor acerto com a prova em andamento, ajustando pouco a pouco após cada uma das paradas”.

Na bandeira amarela programada por causa da chuva (na Nascar quando chove no dia da corrida eles programam uma bandeira amarela de competição para que as equipes e os pilotos possam fazer acertos por causa da aderência diminuída) foi que a corrida de Piquet ficou difícil. Ele teve que fazer vários ajustes no carro e voltou em 15º. Ficou um bom tempo preso no pelotão intermediário, conseguiu se desvencilhar quase na metade das 134 voltas programadas. Na metade da prova Piquet estava em 7º na pista, começaram as paradas em bandeira verde e ele voltou na mesma posição. Na volta 96 mais uma bandeira amarela foi agitada e todos entraram nos pits. A equipe KHI trabalho bem e devolveu Nelson à pista em 6º. Na relargada, faltando 33 voltas pro final, Piquet foi agressivo, ganhou 2 posições na largada e estava em 4º colado no terceiro colocado que era Kevin Harvick e ambos se aproximavam dos líderes quando faltando 20 voltas a chuva voltou e a Nascar deu a prova por encerrada.

“Hoje a chuva jogou contra”, brinca o piloto. “Primeiro interrompeu um dos treinos de Nationwide. Depois cancelou a qualificação da Truck. E, finalmente, provocou a bandeira vermelha, parando a corrida a 15 voltas do final, quando eu tinha uma das picapes mais rápidas na pista e poderia tentar brigar além do quarto lugar, talvez até pela vitória.”

O resultado foi o sexto top-5 do brasileiro no ano e o décimo top-10. Ele termina o ano em 10º lugar no campeonato geral e em 2º na briga de Rookie Of The Year. “Meu objetivo principal para o ano era o top-10 no campeonato. Atingi o grupo na penúltima prova e foi bom ter conseguido permanecer lá no final. Foi um ano de muito aprendizado e sei que vou entrar para buscar o título no próximo. Neste ano estive perto da primeira vitória e tenho confiança que ela virá logo. Acho importante o crescimento que tivemos na parte final da temporada, o que permitiu uma recuperação consistente depois de alguns erros. Foi positivo terminar o ano forte”, avalia o piloto.

Nelsinho ainda anunciou a equipe para o ano que vem, a Turner Motorsports, mas isso é tema pra um novo post aqui no blog!

PARTICIPE DA PROMOÇÃO DA PIQUET REALTY QUE LEVARÁ UM FÃ PRA ASSISTIR A ABERTURA DA TEMPORADA DE 2012 EM DAYTONA!

Read Full Post »

Older Posts »