Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Motorsport’ Category

Livre tradução para o português por Livia Castrioto, original em inglês clique aqui. // Free translation English-portuguese by Livia Castrioto. Original in English by Motorsport.com

Este slideshow necessita de JavaScript.

O colunista do Motorsport.com Nelson Piquet Jr fala sobre o sucesso e o título da primeira temporada da Formula E ganho por apenas um ponto de diferença na final, em Londres

Bem, o que posso dizer? Já se passaram cinco dias desde que eu me tornei campeão da primeira temporada de Fórmula FIA E, eu ainda não tive tempo para assistir a corrida e já estou de volta nos EUA pois outra corrida neste fim de semana na Global Rallycross – sem descanso para mim!

Em primeiro lugar, para falar sobre Londres como um todo: a ideia da Fórmula E de colocar a corrida no Battersea Park foi incrível. O parque estava lotado, fico imaginando como será dentro de dois ou três anos. Me assusta pensar o quão grande isso pode ficar!

Eu não sabia que eu tinha ganho o campeonato

Sobre o campeonato, eu levei cerca de meia volta após a corrida no domingo até que me disseram no rádio que eu havia sido campeão!

É impossível explicar a sensação, eu tive de pedir para ouvir novamente para ter certeza que aquilo era real e foi uma emoção incrível, é difícil de colocar em palavras. Definitivamente não foi um caminho fácil para chegar lá naquele fim de semana!

Chegamos em Londres 17 pontos à frente, mas eu sabia que, com 60 pontos em disputa, que não seria fácil. Senti que Sebastien Buemi era a real ameaça, embora houvesse seis de nós matematicamente ainda com chances.

Ele provou que poderia ser ainda mais difícil do que eu imaginava…

A vitória de Buemi tornou tudo mais difícil

Ficou tudo muito mais difícil depois de sábado, com Sebastien vencendo a corrida. Ele diminuiu a diferença para cinco pontos e vimos no sábado que a classificação foi a parte mais importante da corrida. Battersea Park é complicado, é o tipo de pista que todos nós gostamos, mas era quase impossível ultrapassar, a corrida no sábado foi praticamente decidida na classificação.

Com base nesse conhecimento, o treino de classificação no domingo para a segunda corrida não poderia ter sido pior. Eu fui sorteado para o grupo 3, geralmente é um dos melhores grupos pois a pista tende a ficar mais rápida através dos grupos.

Mas boa velha Inglaterra decidiu abrir os céus com chuva em meu grupo de qualificação, enquanto estava seco para os outros três.

Eu acho que deve ter sido o carma por todas as vezes eu me queixava de chuva na Inglaterra! Eu prometo que eu nunca vou reclamar de novo!

Eu me classifiquei em 16º lugar na manhã de domingo com Buemi em sexto. Eu estava pensando que as coisas não poderiam ficar piores e a corrida ia ser uma tarefa muito difícil.

Tomando um positivo de um negativo

O lado positivo disso é que tirou um pouco da pressão de cima de mim, eu não tinha mais nada a perder. Eu estava na parte de trás do grid e por isso tivemos uma estratégia agressiva, fui com tudo para ver o que poderíamos fazer.

A equipe me disse para fazer o meu melhor e nós tomamos a decisão de que eu perguntaria e eles não me diriam nada sobre o campeonato durante a corrida.

Eu apenas tive que largar e fazer o meu trabalho, e foi isso que eu fiz. No final, fiquei sabendo que eu ganhei por apenas um ponto! O título não poderia ter vindo mais apertado, mas estou tão feliz que tenho vindo.

O fim de uma longa jornada

Foi uma longa jornada e este campeonato foi muito difícil. Antes da temporada eu trabalhei muito para conseguir uma vaga, estava muito difícil. Eu só descobri duas semanas antes da temporada que NEXTEV TCR me daria um contrato, e ainda assim, era apenas para cinco corridas e graças ao meu patrocinador Qualcomm.

Então nós tivemos uma batalha no início da temporada, porque, como uma equipe, estávamos completamente perdidos, tínhamos e muito a recuperar e muito o que fazer. Se alguém tivesse me dito que eu iria ganhar este campeonato, eu não teria acreditado, eu ficaria chocado até mesmo de ter um pódio até o final do ano, mas as coisas mudaram rapidamente.

Eu me adaptei ao carro muito bem, temos um time de mecânicos e engenheiros que realmente trabalharam duro, confiaram e acreditaram em mim. Nós continuamos a trabalhar, investir e as coisas foram ficando melhores a cada corrida.

Uma vez que chegamos a nossa primeira vitória em Long Beach, percebemos que tínhamos uma chance de ganhar o campeonato. Foi incrível.

Obrigado pessoal!

Graças a Steven Lu, Adrian Campos e a equipe toda por trás do NEXTEV TCR por acreditar em mim e obrigado ao patrocinador da equipe Omnigear e todos que tem nos apoiado. Muito obrigado também a Qualcomm, que nos ajudou no início.

Eu também tenho de agradecer aos meus patrocinadores pessoais: Qualcomm, Visa, Claro, Autotrac, Câmeras Ion, Mouser, 100%, Alpinestars e Bell Capacetes. Eu não poderia conquistar o título sem eles.

E é graças a você também

Eu também preciso agradecer aos fãs incríveis, ganhei as FanBoost seis vezes este ano e realmente ajudou muito, por isso, obrigado a todos que se envolveram a apoiaram.

Este é um dos meus melhores sucessos, acho que até foi o maior sucesso. E abriu minha carreira novamente pois eu fui capaz de mostrar o meu potencial no cenário mundial.

No NEXTEV TCR nós mostramos que, se você colocar um bom grupo de pessoas unidas, você é capaz de lutar contra os fabricantes, você só precisa ser inteligente.

Gostei de saborear essa vitória por alguns dias, mas agora estou direto de volta para o trabalho com o campeonato global de Rallycross esta semana no MCAS New River, na Carolina do Norte.

Meu trabalho é correr e vencer e eu não faria isso de outro jeito!

Read Full Post »

=====>>>>> A votação para o fanboost para a prova de Mônaco já começou, não esqueça de votar no Nelsinho! Mais uma vez a equipe China Racing está com uma promoção para colocar uma foto ou logo no bico do carro do Nelsinho! Basta twittar ou postar no insta a imagem do seu voto (print screen) e marcar a equipe @China_racing_FE (instagram) ou @ChinaRacingFE (no twitter). Para votar vocês já sabem, mas não custa lembrar, o site é fanboost.fiaformulae.com :) <<<<<=====

Original em inglês aqui => http://www.motorsport.com/formula-e/news/nelsons-column-a-winning-start-to-an-exciting-year

Livre tradução inglês-português por Livia Castrioto

Coluna do Nelson Piquet Jr: A vitória dando início a um ano animador

Na primeira de suas colunas para Motorsport.com, Nelson Piquet Jr fala sobre suas atividades de corrida para 2015 – das ruas das cidades na Fórmula E aos saltos do Global Rallycross.

Olá a todos os leitores Motorsport.com!

Eu estarei escrevendo regularmente um blog para o site no mesmo ritmo das competições da FIA Fórmula E e o Global Rallycross deste ano. E manterei vocês atualizados com o que está acontecendo com a minha carreira.

O ano começa a ficar muito interessante, vou misturar uma competição de monoposto e uma de Rally Championship ao mesmo tempo pela primeira vez. Eu me apaixonei pelo rallycross quando participei em algumas corridas (em 2013) e no ano passado assinei para minha primeira temporada do Global Rallycross. Foi um primeiro ano épico e estávamos na luta pelo campeonato até o final.

Eu tive alguns pódios, incluindo um terceiro lugar no X Games, e estou voltando para fazer o campeonato deste ano com a mesma equipe, SH Racing, onde eu quero conquistar a minha primeira vitória no Rallycross e lutar mais uma vez pelo título. O campeonato começa no final de maio na Flórida e eu estou muito animado para começar.

Antes de tudo isso, porém, já estou envolvido em uma emocionante batalha pelo título na Fórmula E. Desde que eu ouvi sobre Formula E eu quis competir na categoria. Seria uma experiência nova para mim em monopostos, e eu estava fascinado pela ideia de ajudar a dar um empurrão na tecnologia elétrica.

Um piloto de tudo

Eu adoro o desafio de corridas e elas têm sido bastante diferentes nos últimos anos, com corridas na NASCAR, rallycross e monopostos. Mesmo quando eu estava guiando na GP2 e Formula 1 eu adorava a oportunidade de competir em outras categorias e uma das melhores coisas que eu fiz durante esse período foi corrida em Le Mans 24 Horas.

Eu sabia que a Formula E seria um desafio, pois eu não dirigia um carro monoposto desde 2009, por isso foi um grande desafio para assumir. E o acordo para participar apenas se concretizou no último minuto.

Tivemos algumas conversas com equipes, mas foi apenas pouco antes do início da temporada que o meu patrocinador Qualcomm avançou, eles queriam que eu estivesse na categoria e então juntos conseguimos reunir uma boa oportunidade com China Racing.

Havia muito trabalho a ser feito. Eu perdi alguns dos testes de pré-temporada, o negócio com a equipe veio no último minuto e estávamos indo contra equipes fortes, como eDams e Audi. Eu não tinha ideia que estaríamos em posição de vencer corridas e lutar pelo campeonato quando começamos.

O outro desafio para mim seria a nova experiência de correr em um campeonato que foi projetado inteiramente em circuitos de rua. Eu nunca tinha ganho em um circuito de rua antes e eu não estava tão confiante quanto eu estaria dirigindo em uma pista normal. Mas os resultados desde o início têm sido muito fortes.

Eu acho que a experiência e versatilidade que eu continuei a trabalhar nos últimos anos em diferentes tipos de corrida, como NASCAR e rallycross realmente valeu a pena e eu fui capaz de traduzir isso para este tipo muito diferente de monopostos.

O campeonato tem uma grade de pilotos fantástica e um grande grupo de pessoas por trás deles. Em seis corridas houveram seis vencedores diferentes, e estou muito feliz porque posso dizer que eu estou nesse grupo de seis.

A glória em Long Beach

Foi muito especial para mim vencer em Long Beach. Nós estamos trabalhando duro como uma equipe com a China Racing e evoluímos muito desde os testes de pré-temporada.

Embora eu admita que gostaria de ter vencido antes de Long Beach, talvez me senti como que se essa corrida tinha que ser minha, eu ganhei a corrida 35 anos depois que meu pai ganhou sua primeira corrida de Fórmula 1 na mesma pista. Foi muito emocionante, muito animador e já vejo mais vitórias nesta temporada.

Em seguida é a corrida em Mônaco e eu mal posso esperar para estar lá. Eu morei em Mônaco a primeira parte da minha vida (até os 8 anos com a mãe), depois morei novamente lá quando eu estava correndo na Europa e sinto como se estivesse em casa lá. Além disso, estaremos usando parte da pista de Fórmula 1, que é uma das pistas mais especiais do mundo.

Estamos objetivados na segunda vitória na Fórmula E, queremos ganhar lá e tentar assumir a liderança do campeonato, já que atualmente estamos em segundo lugar, apenas um ponto atrás do líder.

Até a próxima, espero vocês

Nelson

Read Full Post »